COOKIES
Utilizamos apenas os cookies essenciais para o funcionamento do nosso site. Ao continuar navegando você está ciente desta condição.
OK
Arte em Cores / Parte 4

Na Parte 4 da Exposição Arte em Cores, que acontece até o dia 23/03, apresentamos mais 12 artistas. Percorra nossa galeria virtual e aproveite!


Beatriz Marian Ferreira Garcez
Vitória do Mearim – Maranhão
Título: Encantos do Maranhão
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 0,90 x 1,83 x 0,015m

Bruno de Jesus Martins Costa
Arari – Maranhão
Título: Cerco de Dores
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

É um artista autodidata, natural e residente em Arari (MA). Desde criança mantém e aprimora os desenhos, com especial interesse em técnicas realistas utilizando lápis e caneta. Atualmente, trabalha como consultor de vendas, realiza desenhos como hobby e atende a encomendas pontuais.

Cerco de Dores é seu primeiro painel em grande formato e marca também a estreia do artista no uso de técnicas de pintura e grafite. O título foi uma forma de sintetizar o cenário de 2020, marcado por temas de preocupação mundial – como a pandemia de Covid-19 e as queimadas na Amazônia. Explorando o desenho realista, a figura da criança reflete o medo e a insegurança no futuro.

  bjmcosta1703@gmail.com

Carlos Zébra
Alto Alegre do Pindaré – Maranhão
Título: Iniciação
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Natural de Santa Inês (MA) e residente em Alto Alegre do Pindaré (MA), Carlos Zébra é um artista maranhense autodidata, que há mais de 30 anos explora diferentes linguagens que vão da serigrafia à pintura a óleo sobre tela. Atualmente trabalha como designer gráfico e ocupa o cargo de Secretário de Cultura do município.

Há alguns anos afastado dos pincéis, o artista viu no Projeto Arte em Cores uma oportunidade para retomar a produção. Assim, nasceu o painel Iniciação – nome com que buscou definir sua chegada ao mundo das artes urbanas, tão novo e desconhecido para o artista, apesar de sua longa trajetória por outras linguagens.

  carloszebrazebrao@gmail.com

Daniel Sousa de Almeida
Igarapé do Meio – MA
Título: Vidas do Babaçu
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Artista autodidata, nasceu em Vitória do Mearim (PA) e, ainda aos dois anos de idade, migrou com a família para o assentamento agrário que deu origem ao município de Igarapé do Meio (MA). Seus trabalhos retratam cenas ligadas à temática regional. Atualmente vive das encomendas das telas, sempre realizadas em tinta acrílica sobre tecido, e também da pintura de painéis, letreiros e fachadas.

Já participou de outras mostras coletivas e é a primeira vez que integra um projeto com a envergadura do Arte em Cores. No painel Vidas do Babaçu, o artista mistura técnicas de pintura acrílica para retratar a mãe, que, mesmo hoje tendo outras atividades, mantém a forma tradicional de cortar o coco e extrair o azeite de babaçu. Segundo o artista, esses rituais constituem um traço sofrido, bonito e muito honesto da cultura local. O título é também uma homenagem à mãe e à palmeira que representa o sustento de muita gente.

  daniel92lavicci@gmail.com

Ellen de Kássia Sousa Ericeira
Arari – Maranhão
Título: Justiça
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Artista natural e residente em Arari (MA), desenvolve principalmente trabalhos a partir de técnicas de desenho realista com lápis grafite. Atualmente, estuda Nutrição. O interesse pelas artes nasceu na infância, ao participar de seletivas para oficinas gratuitas de Mangá, realizadas por meio de um convênio da prefeitura local. Posteriormente, fez curso livre de desenho realista e, desde então, realiza projetos autorais e por encomenda.

Justiça foi seu primeiro grande painel e também a primeira experiência com a pintura e as técnicas da arte urbana. Na obra buscou trazer para a reflexão um tema que ficou abafado diante do atribulado ano de 2020: o caso Mari Ferrer, relacionado a denúncias de abuso, machismo e polêmicas na condução do processo judicial.

  ellendekassiaericeira@gmail.com

Francisco Alves Cavalcante Neto
Alto Alegre do Pindaré – Maranhão
Título: Aprendizagem
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Multiartista e educador, nasceu em Arari (MA), viveu a infância em Pindaré Mirim e, há mais de duas décadas, mora em Alto Alegre do Pindaré, também no Maranhão, onde é professor de teatro e literatura. Formado em Letras, explora ainda a pintura, a cerâmica, a poesia e a música – com especial interesse pelo regionalismo e pela iconografia indígena.

Com toda a sua bagagem, não havia, entretanto, experimentado o grafite. Por isso, o nome escolhido para o painel em exposição foi Aprendizagem, sintetizando a vivência das oficinas de arte urbana. Ao misturar técnicas em pincel e spray, buscou adaptar sua forma de retratar a biodiversidade e elementos indígenas. Na obra, a figura em destaque é uma capivara, símbolo de recente movimento pela preservação natural na região e que, desta forma, também representa um aprendizado.

  cavalcantefranciscoartevla@gmail.com

M. Choice
Curionópolis – Pará
Título: Garimpeiro no Céu
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 0,90 x 1,83 x 0,015m

Nascida em Marabá-PA, foi criada pelos avós em Curionópolis, na região paraense da lendária Serra Pelada, onde mora e estudou até o ensino médio. É uma artista digital autodidata. Realiza trabalhos artístico em 2D, game design e programação Unity. Apaixonada pelos jogos digitais, desde cedo começou a se interessar por pixel art e cartoon, que a conduziram posteriormente ao desenho e à pintura.

É a primeira vez que participa de uma convocatória e exposição artísticas. Em “Garimpeiro no Céu” utiliza técnicas mistas sobre MDF, dividindo toda a superfície do painel em pequenos quadrados para, com o com pincel, alcançar o desejado efeito das imagens digitais. A obra homenageia o homem simples em busca do sonho dourado. Mas, em vez do cinza predominante nas escavações do garimpo, a artista prefere colorir o cenário com o azul do céu e árvore conhecida como “pau da mentira”.

  mchoicegd@gmail.com

Marcelo de Sousa Mesquita
Açailândia – Maranhão
Título: sem título
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Marvin Reis
Santa Inês – Maranhão
Título: Jogo das Artes
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 0,90 x 1,83 x 0,015m

Nascido e residente em Santa Inês, no Maranhão, é um artista autodidata que expressa, por meio do desenho e da pintura, as referências e preferências que também chegam pela música, pelo cinema, pela cultura regional.

É a primeira vez que participa de seletiva e integra uma exposição artística. O painel Jogo das Artes sintetiza o sentimento e a expectativa gerados no artista desde a etapa inicial do projeto. Havia competitividade, mas também complementação, parceria, aprendizado, conexão. Para realizar o painel em grande formato, procurou criar uma colcha de retalhos em que utiliza diferentes técnicas em acrílica e spray, além de referências de outras linguagens.

  marvinreis_@outlook.com

Mary Dy
Santa Inês – Maranhão
Título: 2020
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Mary Dy é natural de Santa Inês (MA), onde reside. Diferentemente de como ocorre com a maioria dos artistas, o desenho é uma paixão que aflorou tardiamente, já durante o curso de licenciatura em Física. Primeiramente foi o estilo Anime, dos HQ, depois veio o interesse por outras técnicas, como um hobby que foi tomando cada vez mais espaço, servindo de companhia e ajudando na superação da morte prematura do pai. Atualmente, as encomendas tornaram-se uma atividade profissional complementar.

Realizar o mural em tinta acrílica e spray foi um grande desafio para a artista. Em diversos pontos, a finalização foi feita com lápis, com destaque para mãe e filhote de macacos. Intitulada 2020, a obra traz nos dois extremos as maiores feridas deste ano: a exaustão dos profissionais de saúde perante a pandemia de Covid-19, à esquerda, e a luta dos bombeiros contra os incêndios florestais, à direita. Ao centro, a representação do Divino sustenta o planeta – em chamas e usando máscara respiratória.

  marydy.wv@gmail.com

Shay C
Açailândia – Maranhão
Título: Dimensional
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Nascida e residente em Açailândia, no Maranhão, é uma artista autodidata que mistura técnicas diversas para criar sobre tela, papel e tecido. Tem a arte como expressão e refúgio.

Até o início da pandemia de Covid-19, suas pinturas ocupavam o lugar de hobby, que logo foi transformado, pela necessidade e pela oportunidade, numa fonte complementar de renda.

Essa foi a primeira experiência da artista em seletiva e exposição. Seu painel Dimensional traz técnicas mistas em spray e pincel, mesclando também referências e materiais fornecidos pelas oficinas do projeto.

  shayennecarmem@gmail.com

Walison Melo Teixeira
Açailândia – Maranhão
Título: Bioma
Técnica: mista sobre MDF
Ano: 2020
Dimensões: 1,83 x 0,90 x 0,015m

Nascido em Imperatriz (MA), o artista foi criado e reside em Açailândia (MA). O primeiro trabalho artístico foi ainda na adolescência, quando começou a desenhar figurinos de quadrilhas de São João. Como ator, desde 2012 integra o grupo cênico Cordão de Teatro, com o qual já se apresentou em diversas capitais como Fortaleza, Teresina e São Paulo. Também é professor de teatro na ONG Centro de Defesa da Vida e pelos Direitos Humanos.

Bioma marca sua estreia com a pintura de painel em MDF, utilizando técnica mista em spray e tinta acrílica. A motivação, segundo o artista, foi retratar um pouco do ambiente amazônico, de forma positiva, viva – apesar das tristes queimadas que tomaram grandes proporções em 2020.

  walisoncordao@gmail.com

Rua das Esmeraldas, 141
Jardim das Palmeiras
Canaã dos Carajás/PA

 

Funcionamento

Espaço aberto à visitação de segunda a sábado, das 8h às 19h. Acompanhe, também, nossa programação on-line.

 

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?